quarta-feira , 21 fevereiro 2018
Home / Ceará / Área norte do Ceará está sem ocorrência de seca

Área norte do Ceará está sem ocorrência de seca

Conforme o Monitor de Secas do Nordeste do Brasil, gerenciado pela Agência Nacional de Águas (ANA), no norte do Ceará surgiu uma área sem ocorrência de seca, em comparação com o mês de março deste ano. O órgão aponta que a área surgiu devido às precipitações que ocorreram em abril deste ano e aos acumulados de chuva nos meses anteriores. Já no mês de março, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou a chamada “seca leve” na mesma região.

De acordo com Raul Fritz, meteorologista da Funceme, as chuvas que ocorreram em abril, somadas com as precipitações dos meses anteriores, colaboraram para a redução da intensidade e também da área de abrangência da seca, principalmente nos estados localizados mais ao norte da Região. Apesar disso ele alerta para a redução do consumo de águas nas residências. “Não devemos ficar tão comemorativos, pois as precipitações para o próximo semestre serão fracas, o que pode reverter o quadro”, avalia o profissional.

O levantamento da ANA, aponta também que na parte central do Ceará, houve uma redução da área de seca moderada (S1) e também da área de seca grave (S2). Em todo Ceará os impactos da seca são, apenas, de longo prazo, com exceção de uma pequena área na divisa da Paraíba com o Rio Grande do Norte, onde se verificou seca de curto prazo.

O mês de abril é considerado pela ANA como um dos meses mais chuvosos nos estados do norte do Nordeste, onde se espera chuvas acima de 300 mm no norte do Maranhão, do Piauí e do Ceará. Foram registradas precipitações acima de 200 mm, no mês de abril, com acumulados pontuais superiores a 300 mm, no centro e norte do Maranhão, norte do Piauí, norte do Ceará, e no litoral leste do Nordeste e no oeste da Paraíba e Pernambuco. Apesar das chuvas, em grande parte da Região, os acumulados mensais ficaram abaixo do esperado. Porém em pontos isolados de todos os estados ocorreram chuvas acima da média, mostrando a grande variabilidade espacial da precipitação na Região Nordeste.

O Monitor de Secas acompanha regularmente a situação da seca no Nordeste, cujos resultados consolidados são divulgados por meio do Mapa do Monitor de Secas. Mensalmente informações sobre a situação de áreas atingidas pela escassez de chuvas são disponibilizadas até o mês anterior, com indicadores que refletem o curto prazo (últimos 3, 4 e 6 meses) e o longo prazo (últimos 12, 18 e 24 meses), indicando a evolução da seca na região.

Estudos

Mediante o volume de informações geográficas geradas sobre os recursos hídricos no estado do Ceará, a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), desenvolveu o Sistema de Gestão de Dados Espaciais (Sgde). A iniciativa contempla o Instrumento de Gestão “Sistema de Informações de Recursos Hídricos”, previsto na Lei Estadual de Recursos Hídricos.

Desde de ontem, o Portal da Cogerh passou a disponibilizar as informações que vão facilitar a uniformização dos dados espaciais, além de ofertar mais agilidade no processo de tomada de decisões. O presidente da Cogerh, João Lúcio Farias, afirma que o sistema irá ampliar o trabalho da área técnica dos órgãos municipais e federais.

 

Fonte: DN

Veja Também

Em Itapajé homem não obedeceu as ordens dos policiais e reagiu, e é atingido com um tiro

Na tarde de hoje, dia 20/12/17, uma denuncia via 190 dava conta de uma ocorrência ...

Deixe uma resposta