quarta-feira , 24 janeiro 2018
Home / Brasil / Danilo Gentili é condenado a pagar indenização para jornalista após comentários ofensivos na web

Danilo Gentili é condenado a pagar indenização para jornalista após comentários ofensivos na web

Danilo Gentili foi condenado pela Justiça a pagar indenização por danos morais de R$ 100 mil ao jornalista Gilberto Dimenstein! Além da alta quantia, o humorista terá que apagar uma publicação feita contra do dono do “Catraca Livre” em uma rede social, em abril.

As informações são do jornal “Extra”, que ainda noticia, que Gentili tem 48 horas para deletar a postagem sob pena de multa diária de R$ 1 mil.

Dimenstein processou o apresentador por conta de um post no Facebook em que o humorista o chamou de “repugnante”. Danilo Gentili fez a postagem ofensiva para reclamar de uma publicação feita pelo “Catraca Livre” , em que lhe acusava de racismo.

“O repugnante Gilberto Dimenstein e seu bebê de Rosemary Catraca Livre são aqueles que tiraram proveito da lamentável tragédia do Chapecoense em troca de cliquezinhos e defendem ditaduras e políticos criminosos. Para eles fazer isso tudo bem. Mas piada entre amigos não pode. É ‘incorreto’”, escreveu o famoso na época.

O juiz Edward Wickfield, da 35ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo, escreveu na decisão que Dimenstein teve “sua imagem degradada em decorrência de comportamento irresponsável do réu em suas redes sociais, que realizou postagens de cunho ofensivo à honra e moral do autor.”

Nesta quarta-feira (1) o jornalista comemorou a vitória na Justiça em seu perfil do Facebook. Ele contou que foi desaconselhado a entrar numa briga judicial com Danilo Gentili e explicou porque decidiu “não ficar escondido”.

“Fui desaconselhado várias vezes a não entrar numa briga com Danilo Gentili: afinal, ele não conhece limites, gosta de baixaria e tem milhões de seguidores haters. É um sujeito que debocha até das vítimas do holocausto. Ou vítima de estupro. Resolvi não ficar escondido por uma razão: os comunicadores responsáveis devem combater essa onda de ódio e ofensas que domina a redes sociais, estabelecendo limites e diminuindo o senso de impunidade, como se vê nesta foto. Se não ensinarmos que liberdade de expressão é direito, mas ofensa é crime, todos estarão ameaçados em seus direitos individuais”, escreveu Gilberto Dimenstein.

Fonte: Area vip

Veja Também

Itapajé: Casal pratica dois assaltos no centro da cidade

Por volta das 20hs desta terça-feira, 08 de agosto, a Policia Militar de Itapajé tomou ...

Deixe uma resposta